Miriam De Paoli

Sou Miriam, 49 anos. Brasileira. Mãe. Esposa. Mulher. Jornalista (não necessariamente nessa ordem).
Impaciente, inquieta, porém amante da rotina. Taurina diriam meus amigos.

Fiz rádio, TV e também trabalhei em jornais. Agora trabalho com comunicação institucional para multinacionais do setor industrial.

Todos lugares comuns, eu sei. Nada na minha vida é glamoroso nem trágico. Eu sou comum. Mas curiosa, muito curiosa.

Foi essa curiosidade que me levou a buscar informações sobre a menopausa, esta etapa que está virando minha vida de cabeça para baixo.

E … surpresa! Não encontrei um lugar em que me sentisse confortável ou encontrasse respostas simples e diretas para minhas centenas de perguntas.

Mas, no meio dessa revolução hormonal apareceu uma festa (literalmente uma festa!) E aí estava Karina, uma das pessoas que mais amo no mundo, também passando pela mesma etapa (e eu não tinha nem ideia!).

Conversando sobre nossas frustrações, preocupações e dúvidas decidi criar esse espaço.

Para mim. Para você. Para nós. Para quem está vivendo, para quem já passou e para quem vai passar. A menopausa é um falso mistério e não é o fim de nada.

Ah, e … por essas maravilhosas coincidências da vida, Milagros se juntou a nós e graças a ela No Pausa deixou de ser uma ideia e passou a ser um projeto (dá uma olhada na biografia dela!).

Sem tabu. Sem limites. Sem medo.
Bem vindx!

Milagros Kirpach

Vocês devem estar se perguntando porque aos 25 anos sou parte de uma comunidade dedicada a falar da menopausa. A verdade é que nem eu sei muito bem como explicar.

A única coisa que tenho certeza é que I´m in, sou do Menopausic Fan Team e acho que até estou sentindo alguns sintomas.

Mas antes vou me apresentar: sou Mili e antes dos 25, cansei de cumprir horários, do estresse e da pressão do mundo da Publicidade e do Marketing.
Decidi pedir demissão e viajar. E, de repente, aí estava Miri (na Argentina todo mundo tem apelido, ela odeia, mas já se acostumou) minha mentora professional, amiga plus quarenta.

Contei pra ela o meu projeto e ela me falou da sua ideia. Rapidamente apostei em No Pausa (que ainda não tinha nome) e tive certeza que tínhamos que avançar.

Devo confessar que me cativou. Em certo sentido “vi a luz”. Deixar projetos onde o objetivo era vender para fazer algo por outras mulheres e, porque não, por mim mesma.

Porque agora escrevendo estas linhas entendo porque me sinto uma Miss NO PAUSA.

Sou mulher, me encanta viver a vida, aproveitar as pequenas coisas e isso não vai mudar.

Independente da idade que eu tenho hoje, a menopausa vai chegar na minha vida e quero estar preparada para dizer: come to me menopause!!
Porque não quero deixar de ser quem sou e como sou por não saber o que está passando com o meu corpo.

Todas, independente da idade, necessitamos entender esta etapa. Assim que: bem-vindas e espero que no me deixem sozinha.